VEM AI CLÍNICA FRANTT 2017

Chamada_Clinica_2017_Site2

Liga Paulista no Cristóvão Colombo, em Piracicaba

carlos-eduardo-tavares-da-equipe-fran-tt-training-centerA Liga Paulista de Tênis de Mesa promove neste sábado, dia 24, o nono torneio da temporada 2016 com competições marcadas para o Ginásio de Esportes do Centro Cultural e Recreativo “Cristóvão Colombo”, em Piracicaba.

O evento tem início às 8h30 com as participações de atletas das principais equipes de tênis de mesa do interior paulista. O destaque desta edição será mais uma vez a disputa acirrada pelas primeiras colocações no ranking do Torneio Eficiência.

A liderança no ranking do Troféu Eficiência pertence ao município de Piracicaba que é representado pelas equipes da Fran TT/Café Morro Grande/Selam e CCP/APTM/Etec/Selam/Liceu. A cidade é a primeira colocada com a somatória de 118.766 pontos.

A segunda colocação pertence a Araras que vendo surpreendendo com grandes apresentações e a conquista de algumas das etapas desta temporada, o que lhe garante a somatória de 112.106 pontos.

A Liga Paulista de Tênis de Mesa conta com os apoios da Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras de Piracicaba), Ótica Estilo e Agência de Turismo Monte Alegre.

Após a etapa deste final de semana, a Liga Paulista volta às atividades no dia 08 de outubro, no Mini-Ginásio Municipal de Esportes “Garcia Neto”, em Piracicaba.

Fran TT comemora Medalha de Bronze nas Paralimpíadas Rio 2016

bruna-alexandre-jennyfer-parinos-e-danielle-rauen2

A Seleção Brasileira Paralímpica Andantes de Tênis de Mesa conquistou mais uma medalha de bronze inédita para o país nas competições da equipe feminina Classe 6-10 dos Jogos Paralímpicos Rio 2016.

A equipe feminina formada pelas mesatenistas Danielle Rauen, Jennyfer Marques Parinos e Bruna Alexandre bateu a Austrália de Melissa Tapper e Andrea Mcdonnell por 2×0 em jogos disputados no sábado, dia 17 de setembro, no Pavilhão 3 do Riocentro.

A Fran TT Training Center está em clima de festa pela conquista da medalha de bronze, já que duas destas atletas, Danielle Rauen e Jennyfer Marques Parinos treinam há mais de três anos no Centro de Treinamento em Piracicaba e, inclusive, são integrantes da equipe piracicabana da Fran TT/Café Morro Grande/Selam que defende o município nos Jogos Regionais, Jogos Abertos e campeonatos nacionais.

E Piracicaba tem contribuição direta na conquista da medalha de bronze com o trabalho realizado pelo técnico da Seleção Brasileira Paralímpica, o piracicabano Paulo Cesar Bueno de Camargo que inclusive é o responsável direto por outras duas medalhas inéditas conquistadas pelo tênis de mesa paralímpico brasileiro.

Além do triunfo com a medalha de bronze da equipe feminina, o técnico Paulo Camargo ajudou nas conquistas da medalha de prata da Classe 7 do torneio individual masculino e bronze na competição individual feminina da Classe 10 com Bruna Alexandre.

O treinador ressaltou que as medalhas são resultados de um longo trabalho de preparação desenvolvido nestes últimos anos como preparação para os Jogos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro.

“Fizemos o máximo para conseguir coisas positivas nestes Jogos Paralímpicos. Jogamos atentos e conseguimos os resultados. E isso vem depois de todo o trabalho intenso que fizemos com amor e dedicação. Estas conquistas são fruto de planejamento e esforço dos atletas que pouco a pouco conseguiram alcançar os objetivos”, disse Paulo.

A Seleção Brasileira Paralímpica Andantes de Tênis de Mesa e a equipe piracicabana da Fran TT/Café Morro Grande/Selam também esteve representada nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 pelos mesatenistas Carlos Alberto Carbinatti Júnior, Paulo Sérgio Salmin Filho, Diego Moreira e Luiz Filipe Guarnieri Manara.

Paralimpíadas 2016: Daniele confirma vaga na semi-final

dani_siteCom uma estreia pra lá de emocionante, o primeiro dia de competições das Paralimpíadas do Rio de Janeiro foi de extrema importância para o Tênis de Mesa brasileiro. Logo pela manhã, 08/setembro, a jovem Daniele Rauen (número 8 do Ranking Mundial), disputando a classe 9, venceu pelo placar de 3 x 2 a chinesa Xiong Guiyan, atual segunda colocada do Ranking Mundial. Perdendo por 2 sets a 0, Daniele continuou acreditando e buscou a virada histórica pelo placar final de 5-11, 8-11, 11-09, 11-08, 11-06. Como destacado pelo site da ITTF – Federação Internacional de Tênis de Mesa, o estilo de jogo da chinesa não favorecia a brasileira, “No entanto, com Paulo Camargo sentado ao lado no papel de treinador, foi encontrada uma solução para garantir a vitória contra uma adversária de um estilo a que Danielle Rauen não está habituada”. Em sua segunda partida pela fase de grupos, Daniele confirmou o bom momento vencendo a alemã Lena Kramm por 3 x 0, parciais 11-06, 11-07, 11-02. Com essas duas vitórias, a brasileira já conquista uma vaga na próxima fase, ou seja, já disputará a semifinal em busca de medalha inédita para o Brasil. Mas antes, na noite de sexta-feira, 09/setembro, Daniele ainda enfrenta a polonesa Karolina Pek para definir a primeira e segunda colocação no grupo.

Vídeo Clipe da Liga Paulista de Tênis de Mesa

 

Jogos Paralímpicos: Entenda como serão as disputas por medalhas

JoseRuiz

O Espanhol José Ruiz Reyes

Com a Abertura marcada para o dia 07 de setembro, e o início da competição no dia 08, as disputas do Tênis de Mesa nas Paralimpíadas do Rio de Janeiro prometem ser muito emocionantes. As competições serão realizadas no feminino e no masculino, individual e por equipes, ao todo serão disputadas 29 medalhas. No masculino individual teremos as classes de 01 a 05 (cadeirantes), de 06 a 10 andantes e classe 11 (deficiente intelectual), já no individual feminino um total de 10 classes, já que as classes 1 e 2 jogam unificadas em uma mesma categoria. O sistema adotado no individual será em formato de grupo com três atletas, classificando os dois primeiros de cada grupo para a fase final que é disputada em eliminatória simples (mata-mata). Já nos jogos por equipes ocorre uma junção das classes, sendo no masculino disputadas as classes 1-2, classe 3, classes 4-5, classes 6-8 e classes 9-10. No feminino, os jogos por equipes serão disputados da seguinte forma: classes 1-3, classes 4-5, classes 6-10. O sistema à ser utilizado nos jogos por equipes é a eliminatória simples (mata-mata), em que cada equipe poderá ter dois ou três atletas à sua disposição. Cada partida é disputada em melhor de 3 jogos, em que inicia com o jogo de duplas, e depois A – X, B – Y, e se uma equipe fizer os dois primeiros pontos não há necessidade de jogar a terceira partida. Na foto ao lado, o espanhol José Ruiz Reyes, que será o porta-bandeira de seu país na festa de Abertura dos Jogos Paralímpicos, ele que disputa pela quinta vez os Jogos Paralímpicos, e em 2000, nos Jogos de Sydney, conquistou uma medalha de prata no individual e bronze por equipes.

Seleção Paralímpica segue para o Rio de Janeiro nesta quarta-feira

Paralimpicos

Na próxima quarta-feira, 07 de setembro será realizada a Cerimônia de Abertura para Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro, e nesta quarta-feira, 31 de agosto, exatamente uma semana antes da abertura, a Delegação Brasileira começa a chegar à Vila dos atletas. Entre as primeiras modalidades a entrarem na Vila está o Tênis de Mesa com a delegação dos atletas andantes e cadeirantes, além dos atletas da esgrima, halterofilismo, tiro com arco, vôlei sentado, canoagem e remo. Nesta edição o Comitê Paralímpico busca alcançar a meta de chegar ao 5º lugar na classificação geral, superando o 7º lugar conquistado nos Jogos de Londres em 2012, e com uma delegação recorde com 287 atletas competindo em 22 modalidades. O Tênis de Mesa, que evoluiu muito neste último ciclo paralímpico, busca chegar a marca de cinco medalhas, e ainda boas colocações entre os finalistas da competição.

Reportagem “CNT Notícia SP”, da Rede CNT Brasil

 

Acompanhe o link com a reportagem da programação “CNT Notícia SP”, da Rede CNT Brasil.

As entrevistas com a Seleção Brasileira Paralímpica e equipe Fran TT/Café Morro Grande/Selam foram gravadas no dia 26 de julho, no Centro de Treinamento de Tênis de Mesa da Fran TT, em Piracicaba

Liga Paulista movimenta Jaú neste sábado

ThalesA Liga Paulista de Tênis de Mesa pega estrada neste sábado, dia 13 de agosto e viaja até o município de Jaú, onde organiza a sétima etapa da temporada 2016.

O evento será realizado na Fundação Educacional “Raul Bauab”, a partir das 8h30 e reúne representantes de vários municípios do interior paulista.

O município de Piracicaba que é representado pelas equipes da Fran TT/Café Morro Grande/Selam e CCP/APTM/Etec/Selam/Liceu continua na liderança da classificação geral de Eficiência Anual com a somatória de 90.974 pontos.

A sétima etapa da Liga Paulista de Tênis de Mesa conta com os apoios da Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras de Piracicaba), Ótica Estilo e Agência de Turismo Monte Alegre.

Menino Hugo, grande Calderano!

Calderano

Após o término do jogo, Hugo sendo abraçado pelos pais, irmã e pelo avô. (Foto: ITTF)

O dia era 08 de agosto, às 17hs, com início o jogo válido pelas oitavas de final dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. De um lado o 6º do ranking mundial, Jun Mizutani, japonês, 27 anos de idade, em seu currículo uma medalha de bronze em duplas no Mundial de 2009, disputando sua terceira Olimpíadas. Do outro lado Hugo Calderano, 46º do ranking mundial, brasileiro, 20 anos de idade, conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos da Juventude em 2014, disputando pela primeira vez os Jogos Olímpicos. O difícil neste momento é fazer uma avaliação fria e somente técnica sobre a partida…

Jun Mizutani já foi um garoto prodígio em seu país, já passou pela pressão da expectativa que os outros tinham sobre ele. E agora o destino coloca à sua frente, o adversário na mesma situação. Hugo Calderano, o menino carioca, jogando em casa com todo ginásio a seu favor, todo o tênis de mesa brasileiro, e também todos aqueles que começaram a acompanhar o tênis de mesa nessas Olimpíadas, graças às suas vitórias, e mesmo tão jovem se mostrando tão à vontade com toda essa pressão. Após passar por três adversários, dois deles considerados mais fortes e favoritos, o brasileiro chega para as oitavas igualando a melhor marca do Brasil em Jogos Olímpicos, feito por Hugo Hoyama em Atlanta 1996. Mas nesse momento a tal da expectativa ainda é maior sobre ele, já que é considerado o melhor da nova geração brasileira no tênis de mesa, que após muito tempo tem um investimento alto na modalidade e que se dedica tanto já há vários anos.

Começa o jogo, e o japonês esfria um pouco a expectativa dos brasileiros, já que vence por 2 sets de vantagem. Mas, apesar do placar, Hugo ainda mostra que está no jogo, e volta com tudo no terceiro set em que a torcida faz parte do jogo, vence este e o quarto set empatando em 2 x 2. Nesse momento a distância de 40 posições no ranking mundial entre os adversários já não existe, são dois atletas no mesmo nível disputando uma vaga para as quartas de final olímpica, e tudo é possível, sim todos que assistem a partida veem que é possível chegar mais longe.

Quinto set iniciando, e o jogo está muito acirrado, o brasileiro se mostra à vontade e consegue impor melhor seu jogo, mas acaba perdendo e o japonês abre 3 x 2. Mesmo assim o público presente se mantém acreditando, e vibra com cada ponto conquistado por Hugo, que chega à frente no placar impondo 10 x 07 com três chances de fechar o set e levar o jogo para o último e decisivo momento. Com o japonês se mostrando um pouco confuso, sabendo que se perdesse aquele set, o jogo estava mais para o brasileiro, tudo mudou… E o set terminou 12 x 10 para o japonês, final de jogo 4 x 2 e Jun Mizutani conquista a vaga para as quartas.

Com o fim do jogo, muito emocionado, o Calderano que sempre aparece concentrado e focado nas suas partidas, mostrou o menino de apenas 20 anos. O atleta que, após o término das partidas, ia até a arquibancada abraçar sua família, que o acompanha tão de perto lindamente, correu para eles novamente, mas desta vez, com as lágrimas já escorrendo pelo rosto, o menino Calderano buscou o abraço do conforto e aconchego que ele merecia naquele momento.

É, o jogo terminou, e não temos como mudar o resultado. Mas chegar tão longe não foi uma derrota, vencer atletas mais fortes, não foi uma derrota, jogar com um TOP 10 de igual pra igual, não foi uma derrota, ver pessoas nas ruas falando sobre o tênis de mesa, com certeza não foi uma derrota, ter ao mesmo tempo vários canais na TV passando jogos de tênis de mesa, não foi uma derrota.

O menino Calderano nos mostrou que já é grande, e que ainda pode crescer muito… e a sensação de que o Tênis de Mesa brasileiro pode ir mais longe, com certeza foi uma grande vitória.

Fran TT realiza Jogos Escolares da categoria infantil

Masc_escolarFoi realizado na manhã desta quinta-feira, 04 de agosto, a fase municipal do Jogos Escolares do Estado de São Paulo – JEESP, na categoria infantil no Centro de Treinamento da Fran TT. No feminino com a presença de 08 escolas, a equipe do Luciano Guidotti sagrou-se campeã, em segundo lugar Alfredo Cardoso, com a escola Atílio em terceiro. No masculino, com a presença de 12 escolas, Abigail de Azevedo Grillo conquistou o título ao vencer Luciano Guidotti na final, com o João Guidotti em terceiro. O destaque da competição foram os atletas campeões que treinam nas escolinhas da Fran TT, no feminino Brenda Monique, que foi campeã com a escola Luciano Guidotti, no masculino os campeões Ramon da Silva, Willy Lusiano e Niwton Ribeiro.

Jogos Olímpicos: Após sorteio, brasileiros conhecem seus adversáros

TsuboiCom a presença de praticamente todas os países participantes do Tênis de Mesa nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, foi realizado nesta quarta-feira, 03 de agosto, o sorteio das chaves para as disputas da modalidade, que inicia no sábado, 03 de agosto. No feminino as duas representantes brasileiras são Lin Gui que enfrentará a espanhola Galia Dvorak e Caroline Kumahara que enfrentará a australiana Melissa Tapper, esta atleta que é paralímpica e conquistou a vaga para jogar também nos Jogos Olímpicos. No masculino, Hugo Caderano terá pela frente na estreia o cubano Andy Pereira, e Gustavo Tsuboi joga com o vencedor da partida entre o egípcio Khalid Assar e o atleta do Congo Jianan Wang. Já na competição por equipes, que começa dia 12 de agosto, as meninas do Brasil, que terão ainda a Bruna Takahashi compondo a equipe, enfrentarão de cara as grandes favoritas chinesas. No masculino, a equipe do Brasil, que também é composta por Cazuo Matsumoto, estreia diante da Coreia do Sul, quarta principal cabeça de chave do evento. Vale ressaltar que as disputas nas Olimpíadas são todas por eliminatória simples, e com uma derrota já desclassifica o jogador ou equipe.

Paulo Camargo na Rádio Difusora

DSC_0037O técnico da Seleção Brasileira Paralímpica Andantes e da equipe piracicabana de tênis de mesa Fran TT/Café Morro Grande/Selam, Paulo Cesar Camargo participou do Programa “Passe de Letra”, da Rádio Difusora de Piracicaba.

O bate-papo ao vivo aconteceu no início da noite desta quarta-feira, dia 03 de agosto. O programa conta com o comando dos radialistas Vitor Prates, Luiz Tarantini e Luciane Luk.

E segue a rotina das entrevistas

IMG_20160801_193357850Na divertida rotina de conceder entrevistas nestes dias que antecedem os Jogos Paralímpicos Rio 2016, os mesatenistas da Seleção Brasileira Paralímpica Andantes e da equipe piracicabana Fran TT/Café Morro Grande/Selam participaram do Programa Piracicaba Agora, da TV Beira Rio de Piracicaba.

A entrevista ao vivo foi transmitida na noite da última segunda-feira, dia 01 de agosto e comandada pelo apresentador Barbosa Neto e o comentarista Dinival Tibério.

Olímpicas e Paralímpicas, Natalia e Melissa já estão no Rio

Site_paralimpicas

A polonesa Natalia Partyka, já é muito conhecida no meio do Tênis de Mesa por atuar tão bem nas disputas olímpicas e paralímpicas. Ela que atualmente é a nº 2 do Ranking Mundial Paralímpico, e ocupa a 74ª colocação no Ranking Mundial Olímpico, chega ao Rio para as Olimpíadas, mas também pensando em defender seu título paralímpico. Natalia que é a atual tri-campeã paralímpica, venceu as disputas em Atenas 2004, Pequim 2008 e Londres em 2012. Mas para as disputas no Rio de Janeiro a polonesa terá uma companheira nas duas competições, já que a australiana Melissa Tapper também conquistou a vaga para disputar as Olimpíadas e Paralimpíadas. Melissa tem a classificação no Ranking Mundial como a 341ª do mundo, já no ranking paralímpico, ela ocupa a 4ª colocação. As duas chegam ao Rio como uma das favoritas para a medalha no Paralímpico, assim como a chinesa Yang Qian (1ª do Ranking Mundial Paralímpico), e a brasileira Bruna Alexandre (3ª do Ranking Mundial Paralímpico). Melissa comenta que “os atletas paralímpicos são muito determinados. São tão bons quantos os outros. Fazem o que precisa ser feito com competência. É possível que qualquer um que trabalhe duro e consiga”

Ma Long e o álcool, Jike e Zico… Essa é a cobertura do Tênis de Mesa nas Olimpíadas?

chineses222

Opinião

Podemos dizer que as principais estrelas no Tênis de Mesa nas Olimpíadas são os favoritos chineses Ma Long e Jhang Jike, até aí não tem nada de novidade para os apaixonados pelo Tênis de Mesa ao redor do mundo. Mas com a chegada da competição nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, os meios de comunicação brasileiros, que não tem muito entendimento sobre a modalidade, mas devem fazer uma “cobertura completa” acabam tristemente focando a notícia em informações fora da mesa, não muito relevantes para o esporte.

No caso de Ma Long, atual campeão mundial, e apontado inclusive pelos próprios chineses como favorito ao título no Rio de Janeiro, podemos vê-lo como título da matéria: “Álcool é o segredo do melhor jogador de tênis de mesa do mundo”, e cita que o produto está sendo implementado na dieta especial do atleta para que possa controlar o estresse e a pressão para os Jogos Olímpicos.

Mas será que podemos ser tão levianos em colocar o álcool como responsável por todas as conquistas de Ma Long em sua carreira?! Álcool seria o “segredo” de Ma Long?? Toda a estrutura da China e tudo que, nem podemos imaginar, Ma Long deve ter passado para chegar até aqui, a difícil chance de conquistar uma vaga na seleção chinesa, e se manter por tantos anos com a delegação, isso não é citado na referida matéria.

Já o super campeão Zhang Jike, atual campeão olímpico e bi-campeão mundial, volta às manchetes sendo lembrado pelo seu nome ter sido inspirado pelo pai no jogador de futebol Zico, e pelo interesse do campeão no futebol do português CR7. A chamada para a matéria é: “Chinês “diferentão”, mas não tem mais nada pra falar sobre o Jike?!

É realmente uma pena esse foco, porque muito provavelmente o Tênis de Mesa não será mais citado ou terá muitas matérias durante a competição, a não ser a cobertura (obrigatória) que devem fazer dos brasileiros que estarão competindo. Mas sim, após o término do Tênis de Mesa nos Jogos Olímpicos, podemos esperar desses meios de comunicação que estão divulgando tantas “informações” apenas uma notinha informando que o Tênis de Mesa terminou e que “fulano” e “ciclano” foram campeões.

Francine Camargo Mendes – Diretora da Fran TT

Entrevista à Rede CNT de Americana

IMG_20160726_101414089A Seleção Brasileira Paralímpica Andantes de Tênis de Mesa deu uma pausa na rotina de treinamentos desta semana para conceder entrevista à jornalista Mirela das Neves, da Rede CNT, de Americana.

As gravações ocorreram na manhã desta terça-feira, dia 26, na Fran TT Training Center, em Piracicaba, onde a equipe brasileira treina diariamente. Em pauta, as expectativas e a fase final de preparação para os Jogos Paralímpicos Rio 2016.

Aguardem, em breve será divulgado o link com a íntegra da reportagem!!

Doping, o que você sabe sobre o tema?

MateriaCom a chegada das Olimpíadas e Paralimpíadas, e a grande repercussão da delegação Russa banida dos Jogos por conta de escândalos sobre doping, volta a toma um tema muito importante e ao mesmo tempo delicado. Qual o limite do corpo de um atleta? Qual o limite do rendimento que ele deve proporcionar? O que é doping? Quais suas consequências físicas, financeiras, emocionais, judiciais? E mais, quais estudos estão sendo feitos para buscar prevenir a utilização de doping na performance das mais diferentes modalidades? As perguntas são inúmeras, e muito pouco se fala claramente sobre o tema. Por esses tantos motivos, que divulgamos com muito prazer a DOPING AND FAIR PLAY CONSULTING, que é uma empresa especializada na consultoria em matéria de Doping e Fair Play, que realiza um trabalho de estudos multidisciplinar para desenvolver seus três principais focos, quais sejam: prevenção, estudo e pesquisas, assessoria específica. Para se manter informado, ou para consultas específicas, seguem os canais de comunicação:
– site: http://www.dopingandfairplay.com/
– Facebook: https://www.facebook.com/dopingandfairplayconsulting/?fref=ts